Infantil 3

Nesta fase as crianças fortalecem a própria identidade pela imposição de desejos, em geral, usando todos os recursos - choro, linguagem corporal e fala, que conhecem para interferir na ação do outro e conseguir o que querem, entretanto, por vezes ainda precisam da ajuda das educadoras para resolver as situações de conflito.

O relacionamento com os adultos amplia-se, passando a reconhecer outros componentes como a Diretora, a Coordenadora, o Segurança, a Psicóloga, entre outros profissionais da escola. Durante as brincadeiras e em momentos diversos da rotina demonstram vínculos de amizade mais fortes com uns e não com outros, e disputam, muitas vezes, a atenção dos adultos mais próximos.

As crianças são convidadas a conversar sobre diferentes temas, relatar experiências vividas, descrever pessoas e objetos, criar diálogos para personagens e recontar partes de textos literários conhecidos. Observa-se que, ao longo do ano, ampliam consideravelmente o seu vocabulário e passam a expressar claramente seus desejos e afetos.

No ambiente da escola, as crianças estão, ainda, em constante contato com atos de leitura e escrita e demonstram curiosidade pelo lugar de leitor e interesse pela função social da escrita.

Deslocam-se com destreza gradativa no espaço, aumentando a confiança em suas capacidades e habilidades motoras.

Nesta faixa etária, as crianças avançam no domínio das noções de tempo e de localização dos objetos no espaço participam da organização de objetos, selecionando-os a partir de critérios como cor, forma e uso, e iniciam a contagem oral em situações reais de práticas sociais.

O contato com as artes permite que ampliem o seu repertório imagético e desenvolvam a leitura das imagens, bem como perceber o trabalho das artes plásticas como re-apresentação da realidade.

Em vários momentos as crianças são estimuladas a utilizar diferentes materiais e suportes gráficos para registrar observações e conclusões de suas descobertas, como por exemplo: embalagens reutilizando-as, lápis cera, tinta, massa de modelar e argila, borra de café, cola, papéis variados, pincéis.

No que diz respeito à apreciação musical, as crianças ouvem músicas de diferentes gêneros, ritmos e estilos da produção nacional.

Com o jogo de faz de conta cria-se um espaço no qual as crianças podem interpretar e compreender, de maneira ativa e própria, os comportamentos e afetos do ser humano e por meio dos objetos cênicos, imitam ações de alguém conhecido, experiências vividas na família e na escola e personagens da literatura.

As experiências vivenciadas nas dramatizações permitem que as crianças antecipem e prevejam comportamentos a partir de um dado contexto, introduzindo-as no mundo das ideias e das representações.